Tentações

O nome dela é depressão, o dele frustração. Todo mundo podia ver que era um relacionamento que não acabaria bem, daqueles que só prejudicam e ambos saem machucados.

No início ia tudo bem, ela não tinha muitas flutuações de humos e ele segurava a onda nas reclamações. Com o passar do tempo, ela teve alguns colapsos e levava um tempo considerável para ela se recuperar; foi então que ele começou a questionar se tudo aquilo valia a pena. Mais de uma vez, ele a questionou sobre o sentido de tudo aquilo, tanta luta, tanto sofrimento. Houve então um período em que os colapsos eram mais frequentes, ficando difícil saber o início e o fim.

Ele cansado de tudo aquilo, de tanto sofrimento e tanto cansaço disse a ela que não aguentava mais, que nada mais fazia sentido e que era melhor terminar aquilo de uma vez, mesmo porque, não valia mais a pena. Ela tentava de todas as formas se agarrar a algum tipo de esperança, mas ficava cada vez mais difícil, foi então que proferiu o último golpe.

Com uma voz suave e calma, disse a ela que tinha uma solução para acabar com todo o sofrimento, bastava ela fechar os olhos e fazer o que ele dissesse. Ela ficou com medo, lembrou de todos os que faziam parte de sua vida e o quanto o amavam. Novamente, ele sussurrou em seu ouvido e lhe confortou. Ela tomou coragem, e se soltou. Sim, o sofrimento teve um fim.

Sem fim também foi a dor daqueles que ficaram, daqueles que a amavam e a queriam bem. Aqueles cujo amor, jamais lhe proporiam tal alternativa e que a apoiariam e a confortariam quantas vezes fosse preciso.

No céu uma estrela se apagou para todo o sempre. Nunca mais o mundo verá alguém como ela. Ele sem pestanejar procurava outra a quem ludibriar, que se não fosse alertada estaria fadada a ter o mesmo fim.


A depressão e a frustração, caminham de mãos dadas e são inúmeras as vezes em que a retórica da frustração é tentadora. Quando há o colapso sinto como se o chão se abrisse e me engolisse, e por onde quem que eu olhe há escuridão.

Há 9 anos que fui diagnosticada com depressão e desde então tenho travado uma luta sem glória ou heróis, apenas eu no front fazendo o que posso para não se esmagada nas trincheiras ou ser pega em uma emboscada.

Nessa batalha interna contra a frustração, construí minhas próprias armas: frases que me ajudam a silencia-la. E guardo comigo as imagens que me fazem felizes, não consigo sentir a felicidade naquele momento, mas consigo lembrar, como se estivesse olhando uma foto e isso me ajuda a acender alguma pequenas velas para iluminar meu caminho de volta.

Penso em quantas pessoas, passam por isso em silêncio e por vergonha ou medo não conseguem compartilhar o que sentem e ficam tentadas a seguir o que lhe é sussurrado. Saiba que você não está sozinho e que é possível construir caminhos e pontes que lhe trarão de volta e de alguma forma você sentirá que a vida sempre vale a pena.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s